BURNOUT PARENTAL

16/09/2021


“Burnout” é um termo inglês usado frequentemente para caracterizar estado de esgotamento psicológico extremo. Normalmente está ligado à condição de trabalho na qual o indivíduo encontra-se extremamente sobrecarregado. No entanto, após o início da pandemia de Covid 19, a condição vem sendo frequentemente diagnosticada em pais e mães. 

A verdade é que, mesmo antes da pandemia, a sensação de esgotamento associada às inseguranças, cobranças e, por vezes, frustrações envolvidas na criação dos filhos já estavam presentes. O isolamento social, o aumento do tempo de convívio entre os familiares, o home office, as aulas remotas, foram fatores que fizeram com que essa sensação se intensificasse e ficasse, mais ainda, à flor da pele.

 O burnout parental faz com que a sensação de prazer que outrora esteve presente em momentos de convívio com a familia, dê lugar a estresse e cansaço. Por isso, é necessário que pais e mães se cuidem. Buscar ajuda médica, psicológica ou de parentes não é nenhum problema. Pelo contrário, pode ser extremamente necessário. É preciso desconstruir a ideia de perfeição parental e reconhecer os limites de cada um. 

Da. Fabiana Lima Pessoa de Mendonça