Uso de anti-histamínico na anafilaxia atrasa atendimento médico

20/11/2019

 

Estudo apresentado no Congresso da Academia Americana de Pediatria em outubro de 2019 indica que a administração de anti-histamínicos a uma criança com anafilaxia pode atrasar a procura de cuidados médicos. Foram estudados 79 pacientes pediátricos admitidos na emergência com diagnóstico de anafilaxia. A administração de anti-histamínico em casa correlacionou-se com chances significativamente maiores de atraso na procura de atendimento.

Embora o uso de anti-histamínicos possa ajudar apenas nos sintomas cutâneos como erupção ou coceira, esses medicamentos não impedirão a morte por anafilaxia. É importante que os pacientes com anafilaxia procurem atendimento médico imediato, pois o único tratamento comprovado para salvar vidas é a Adrenalina, e qualquer atraso no recebimento de tratamento adequado pode ser fatal".

 

 

 

 

 

Dra. MarianeLadeira